segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

E eu continuo como se o amanha estivesse certo, mesmo sem saber e sem ter para onde ir eu sigo como se nada me atingisse. Quero fingir estar bem, até que eu mesma acredite nessa mentira. Não vou deixa-los ver minha fraqueza para que riam de mim. Vou mostrar ser forte e pisar em quem se atrever a barrar meu caminho. Os medos irei enfrentar e o choro engolir. Vou por aquele sorriso no rosto e fazer o que o resto da sociedade faz: Viver de aparências.
Karoline Bueno

Nenhum comentário:

Postar um comentário